sexta-feira, 12 de julho de 2013

CERIMÔNIA DE CONCESSÃO DA MEDALHA DA CONSTITUIÇÃO NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DE SÃO PAULO



Dia 9 de Julho de 2013, data magna do Estado de São Paulo se comemorou os 81 anos da Revolução Constitucionalista de 1932, dia em que o povo paulista pegou em armas em prol de um país mais justo e democrático.

É também a data que marca o maior movimento cívico ocorrido no país e pelo país. Paulistas se uniram para defender a criação de uma Constituição. o Engajamento da sociedade foi total. Jovens, idosos, senhoras, crianças de todas os rincões desta terra bandeirante deram seus esforços em prol de um Brasil melhor.

As comemorações se iniciaram cedo, com a a cerimônia da passagem do Comando do Exército Constitucionalista, que ainda existe, tendo como Comandante Substituído o Sr Amado Rúbio, nascido exatamente no dia da Revolução, 9 de Julho de 1932, ao Sr Willian Worth. Seguiu-se ainda a deposição dos restos mortais de quatro nobres combatentes de 32 no Máusoleu, no Parque do Ibirapuera. Em seguida ocorreu o desfile cívico militar pelo 9 de julho.

Ainda defronte ao Obelisco do Ibirapuera, símbolo deste movimento, a Espada de Pedra fincada no coração dos bandeirantes, ocorreu a entrega da Medalha Constitucionalista a autoridades civis e militares que por seus feitos e méritos em prol do movimento Constitucionalista se fizeram merecedoras. 


Em seguida, na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, foi realizada uma sessão solene sob presidência do Deputado Estadual Major Olímpio Gomes, sendo então entregue a civis e militares a maior honraria desta casa de Leis Paulista, a MEDALHA DA CONSTITUIÇÃO. Até 1989 esta comenda somente era concedida a veteranos da Revolução.





.: A MEDALHA DA CONSTITUIÇÃO :.



A Medalha da Constituição foi criada pela resolução de numero 330 de 25 de Junho de 1962 nos seguintes termos:

        A Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo resolve:
 
    Artigo 1° - Fica instituída a medalha denominada “Medalha da Constituição”, com a finalidade de condecorar todos aqueles que tomaram parte, tanto na linha de frente como na retaguarda, na Revolução de 9 de julho de 1932, ao lado do Exército Constitucionalista.
 

    Artigo 2° - A “Medalha da Constituição” será conferida, a partir de 1962, a todos os participantes da Revolução Constitucionalista que lutaram ao lado de São Paulo, mediante as seguintes condições:
 

    a) terem participado do Movimento Constitucionalista deflagrado pelo Governo e povo paulista em 9 de julho de 1932, na condição de militar ou civil, sem distinção de graduação ou posto, tanto na linha de frente como na retaguarda, desde que provada, por documentos hábeis, devidamente legalizados, sua participação no movimento para a reconstitucionalização do Brasil;
 

    b) terem prestado serviços, como escoteiros, tanto nos hospitais de sangue na linha de frente e da retaguarda, como nos demais serviços de assistência, quer nos departamentos militares, quer nos civis.
 

    Artigo 3° - A “Medalha da Constituição” será concedida por proposta dos Comandantes Militares do Exército Constitucionalista, dos membros componentes do Governo aclamado pelo povo paulista em 10 de julho de 1932, ou dos dirigentes civis dos vários serviços do M.M.D.C.


A SOLENIDADE DE CONCESSÃO DA MEDALHA DA CONSTITUIÇÃO NA 
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO EM 9 DE JULHO DE 2013



    Presidida pelo Exmo. Sr. Deputado Estadual Major Sérgio Olimpio Gomes, a mesa de honra foi composta pelo Presidente da Sociedade Veteranos de 32/MMDC,. o Comandante Geral da Policia Militar do Estado de São Paulo e de Oficiais Generais das três Forças Armadas brasileiras. 

    Foram agraciados com a Medalha da Constituição os presidentes dos Núcleos de Correspondência de Itapetininga (Jefferson Biajone), Piracicaba (João Egydio Tisiani), Cruzeiro (Anderson Luiz Alves dos Santos), Araçatuba (Carlos Henrique Lorenço Rovina), Jaguariúna (Maria Helena de T. S. Melo), São Pedro (João Francisco de Aguiar), Presidente Prudente (Vitor J. Bazzo), Santo André (Silvio Luiz da Rocha), Catanduva (Eduardo Ceneviva Berardo), Campina de Monte Alegre (Gisele Arruda Domingues), Osasco (Claudemir Portilho Mateus Júnior), Campinas (Antonio Carlos Soares) e Amparo (Guilherme Mantovani Coli).

Além destes foram agraciados por seus incasáveis trabalhos os presidentes dos Núcleos Base, espalhados também por todo o Estado de São Paulo. Estiveram presentes o presidentes dos Núcleos Norte (Major PM Walter Castro Garcia), Leste-Juventude Constitucionalista (1º Tenente PM Natanael Soares dos Santos), Maçônico (pelo Tenente Médico Rodrigo Guilherme Varotti Pereira), Lapa ( José Carlos de Barros Lima), São José do Rio Preto (Dr Giovanni Spirandelli Costa), Itapira (Eric Apolinário) e Barueri.


Parabéns a todos pela importante condecoração, pelo momento único em reunir tantos representantes do Movimento Constitucionalista de 1932.


Nenhum comentário:

Postar um comentário