sexta-feira, 21 de junho de 2013

Mais documentos encontrados em Arçatuba sobre a Revolução de 32


 Carta do Departamento de Donativos da Associação Comercial de São Paulo ao Prefeito de Araçatuba agradecendo os donativos enviados à Campanha.


 Carta da Sra. Maria Whately da Escola Politécnica de São Paulo agradecendo os donativos (9 sacos de buchas) enviadas pelo Grupo Escolar de Araçatuba.

 Oficio do Diretor Geral do Abastecimento do Estado Maior do M.M.D.C. dando conta do recebimento de donativos enviados de Araçatuba.
Mais um oficio de agradecimento dos donativos enviados (6 caixas de ovos) oriundos de Araçatuba pelo Estado Maior do M.M.D.C.

Outro recebimento de donativos, este em 8 de Setembro de 32. Nota-se que Araçatuba enviou nesta oportunidade 456 sacas de cereais, e conforme o Ofício, até aquele momento já havia enviado mais de duas mil sacas de cereais para abastecer as tropas no front.


No mesmo dia 8 de setembro o Comandante Geral da Força Pública do Estado de São Paulo (atual Polícia Militar) solicitando o alistamento e envio imediato de voluntários.

Oficio do Chefe de Serviços de Abastecimento as Tropas em Operações, Horácio Rodrigues, da 2ª Divisão de Infantaria da Comando da 2ª Região Militar, informando sobre a não utilização dos caminhões enviados pelos Srs. Paulo Leite Ribeiro e Fusita Minon, por não serem úteis naquele momento.

Carta do Diretor do Instituto do Café ao Sr Prefeito Municipal, informando da remessa das roupas aos voluntários incorporados ao Regimento 9 de Julho pertencentes à Araçatuba, em 02 de Setembro de 32, exatamente 01 mês antes do armistício.

Documento oriundo da Secção do Interior, dando informações de que a Legião Paulista não possuía vínculos com o M.M.D.C. 

Documento da comissão Municipal do M.M.D.C. solicitando informações acerca do embarque dos voluntários à São Paulo ou demais zonas de concentração dos Batalhões.


Solicitação de Remessa em caráter de Urgência de donativos à Campanha


Oficio agradecendo a indicação do Sr Prefeito João Arruda Brasil a quem subscreve, para fazer parte da comissão de revisão das requisições militares em Araçatuba.


Oficio do Estado Maior da 2º Região Militar solicitando o recolhimento de toda a munição presente nos quartéis de Tiros de Guerra e remessa urgente à Secção de Material Bélico do M.M.D.C.


Documento da Associação Comercial dirigido ao Cel Manoel Rabelo, interventor federal, solicitando a negativa do pedido do então prefeito, João Arruda Brasil que solicitava a exoneração do cargo de prefeito de Araçatuba. Notem a preocupação do administrador do município com o que se avizinhava, em relação aos fatos ocorridos em 23 de maio e posteriormente em 9 de julho. Brasil não se dignava em ser prefeito na situação de intervenção federal no Estado e posteriormente tomou frente na Campanha em Araçatuba.


Carta de Joaquim Dibo ao Prefeito Municipal opinando sobre as questões referentes a coleta de dados estatísticos sobre a Campanha em Araçatuba.

Em breve mais documentos.

Curta nossa fan page no facebook
www.facebook.com/mmdcata

Nenhum comentário:

Postar um comentário