terça-feira, 4 de setembro de 2012

Como se iniciou o movimento em Araçatuba



Em 9 de Julho de 1932, início da Revolução Constitucionalista de 1932, Fabriciano Juncal recebeu um telegrama do governo revolucionário estadual ordenando que organizasse o movimento no município.

Juntamente com Juncal, lideraram o movimento em Araçatuba o prefeito à época João Arruda Brasil, Mário Camargo e Dário Guarita.

O quartel general foi montado na Câmara Municipal, instalada na Praça Rui Barbosa, onde jovens da região se alistavam e partiram para os combates.

o 2º Batalhão teve como Comandante Antonio Cajado de Lemos, e deveria apoiar os sul matogrossenses, e participou de Batalhas e na escolta de armas compradas do Paraguai.

o 4º Batalhão tinha como Sub Comandante Dário Guarita e foi capturado em São Paulo por forças federais, sem baixas, permanecendo o grupo preso por cerca de 50 dias.

O Jornal "A Comarca" assim noticiou em 04 de Agosto de 1932:

Batalhão Araçatuba. Embarcou no dia 02 do corrente, às 13 horas, o Batalhão Araçatuba, organizado e fardado pela MMDC e pela Casa de Costura "São Paulo Vencerá", composto de 76 voluntários, comandados pelo 2º Tenente Comissionado João W. Camargo e pelo Sargento José Domingues. O Batalhão antes de embarcar, desfliou pelas ruas da cidade, debaixo da aclamação entusiástica do povo. A comissão da Casa de Costura "São Paulo Vencerá" promoveu a benção do Batalhão, cujo ato foi celebrado na Igreja Matriz pelo Rvmo. Padre Cristina, Vigário local, que pronunciou eloquente discurso, cheio de conceitos de alto patriotismo e, ao terminar invocou aos soldados araçatubenses a proteção de Nossa Senhora Aparecida, nossa padroeira. Foram madrinhas do nosso Batalhão as Srtas Brígida V. Ferreira, Elisa Campos Viana, Eunice Campos Viana e Lina Couto. Araçatuba já contribuiu com 300 voluntários e reservistas, enviados ao Comando Geral parceladamente. Dentro de 05 ou 06 dias deverão estar prontos mais 100 voluntários para seguir.




Nenhum comentário:

Postar um comentário